Mãe

mãe

 

“Mãe, por que você nunca escreveu um texto sobre mim?”; Essa era mais uma pergunta difícil de responder. João é mestre nessas perguntas, como boa criança de nove anos.

 

Na verdade ele não sabe, mas escrevi sim. Vários, aliás, mas todos caíam tanto no lugar
comum ou achava tão sem graça ou queria tanto escrever algo que ele realmente gostasse. E dessa forma fui adiando o texto como várias coisas na minha vida. Por mais que existam livros e cursos sobre cuidados com um bebê nunca estamos preparados, e não por causa de fraldas e noites sem dormir e dar banho naqueles seres molinhos que sustentam mal a cabeça e choram descontroladamente. Isso é treinamento. O que mudou mais após ser mãe foi a responsabilidade eterna. Filho é o projeto de mais longo prazo que existe. Talvez seja o mais trabalhoso e fascinante também. Diferente de algumas mães confesso que não senti aquele amor infinito no primeiro momento em que segurei João (estava com tanta coceira no nariz que só pensava nisso). Nosso amor foi construído diariamente, nas nossas interações, conversas, brincadeiras. Mais que ensinar, aprendi (e aprendo) muito com ele, todos os dias. O amor só aumenta, e o medo também. Porque cuidar de um bebezinho que você controla quase todos os movimentos é um desafio bem menor que cuidar de uma pessoinha que tem ideias e opiniões, circula no mundo, convive com pessoas que você não conhecerá, ouve coisas que você nem gostaria. Qual a melhor hora para falar sobre mazelas, injustiças, violência, sofrimento? Como repassar ensinamentos e valores éticos? Como criar um filho que seja uma boa pessoa para si e para os outros? Será que meu filho estará em alguma confusão? Penso muito nos pais de pessoas que fizeram coisas ruins e sei que muitos deles nem esperavam que algo desse errado. Nunca esperamos, ao contrário. Queremos o melhor para nossos filhos, mesmo com essa tristeza toda circulando por aí. Por isso João, escrevo apenas para dizer que o
amor é para sempre, que o cuidado não acaba nunca e que desejo que você e todas as
crianças possam encontrar a paz, harmonia e respeito. Mamãe, que conserta quase tudo,
pede desculpas por deixar um mundo tão caótico e bagunçado.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s