Sem fronteiras

sem fornteiras

 

A coisa que ela mais gostava era viajar. Começou aos 8 anos quando cavou um buraco no
quintal para chegar ao Japão, tudo muito calculado inclusive evitando o magma do centro da terra, explicou orgulhosa aos vizinhos. Foi ridicularizada pelos meninos do prédio e acabou desistindo mas o desejo de viajar permaneceu. A família desaprovava por serem enraizados na cidade natal, o pai nunca havia saído do país.
Com suas primeiras economias foi para Porto Seguro com as amigas e não parou mais. A
sensação de estar num lugar novo era mágica, e mal voltava de uma viagem já tinha outra em mente. Rabiscava os atlas empoeirados marcando destinos e sonhos. Quando começou a trabalhar fez uma poupança para conhecer o mundo. Desbravava continentes à procura de carimbos em seu passaporte. Ouvir ou ler alguém falando sobre um novo lugar a deixava entusiasmada. Antes da internet era mais complicado mas agora o mundo parecia ter perdido as fronteiras.
As viagens marcaram fases da sua vida: Macchu Picchu aos 18, Berlim no último ano da
faculdade, lua de mel na Amazônia, passeio com sobrinhas em Ilhéus, grande ( e clandestino) amor em Porto Rico, meditação na Índia aos 40, e certamente havia engravidado naquela viagem em Havana. Escrevia diários, fazia amigos e comia pratos exóticos. Sabia que precisava ir tão longe para fugir de tudo, do ruído exaustivo de sua vida, mas sabia também que precisava daquilo para se encontrar, conhecer sua essência de pessoa livre, sem destino nem responsabilidades.
E agora finalmente a viagem dos sonhos. Mas dessa vez, a preparação da viagem ficou por conta do filho, que herdou o mesmo gosto por viajar e tem um mapa gigante na parede do quarto repleto de pontinhos vermelhos. Embarcaram para o Japão com a mesma empolgação de sempre e o frio na barriga, levando na bagagem os sonhos da menininha curiosa de oito anos, alguns gibis e um passaporte com muita história pra contar. E ano que vem certamente irão para outro pontinho no mapa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s