Saudades

 

saudadess

 

nos versos que escrevo
dos meus gestos

fala por mim ou de mim
o que te penso e sonho
como te desenho
e me perco no traço

será que ilumino
será que anoiteço

tento aquecer o frio
que teu não-estar
me faz vestir

a saudade que te chama
não pode mais me despir

nos dias que passam
guardo a história
espero o tempo

marco a hora
atraso o relógio
revisito, redigito

engulo o pensamento
sinto o peito pesado
finjo que esqueço

deixo pra próxima vez
choro, grito

 

cami

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s