O amor é navalha afiada que corta na alma.

8-navalha

 

O amor é navalha afiada que corta na alma.

Se você é daqueles que não acreditam que o amor fere pode parar por aqui, não leia este texto ou talvez siga em frente por sua conta, mas garanto que ficará discordando com a cabeça, enfim. Talvez eu mude de opinião amanhã, todo mundo muda esta é a beleza e a tragédia da vida. Mas hoje eu acredito que amar dói, você não pode ver, mas existem multidões doloridas por todo canto, gente boa que foi esmagada porque um dia ousou amar, tentamos ser como Prometeu que por ousadia roubou o fogo dos deuses e entregou aos homens, amar é algo divino, por isso Prometeu teve o seu castigo e por isso muitos de nós estamos feridos, silenciosos em um mundo de felicidades falsificadas e figuras públicas repetidas.

Existem aqueles que dão todo o seu amor para alguém que não dá a mínima, ninguém escolhe a quem amar, seria fácil, delicioso, mas talvez não fosse amor. É duro amar alguém que só nos devolve ausência, você entende o que eu estou falando, você já esteve lá, eu também. As pessoas irão nos falar sobre desapego, amor-próprio etc. Conhecemos todos os clichês e coachings, mas ficamos com este amor em silêncio, um amor que anda de meias para não incomodar, dizemos para todos que já está superado, marcamos encontros com novas pessoas, usamos aplicativos, mas tudo é estranho e plástico. Um dia o tempo arranca esse amor pela raiz, não será sútil, mas será eficaz, mas o buraco onde estava esta árvore frondosa ainda está ai dentro de você, provavelmente ele continuará lá.

Outras pessoas estão feridas pelos cacos dos sonhos que a realidade quebrou, projetaram uma vida toda, velhice, filhos, netos, cães ou gatos, viagens e memórias, mas um dia escutam a  triste música dita em um som parecido com um silêncio; “Eu não te amo mais” e vemos aquela pessoa sumindo no horizonte e ficamos aqui por um tempo, aqui nesta história que acabou, uns ficam tempo demais outros fazem as malas e mandam tudo à merda, mas as cicatrizes não podem ser escondidas nem com blusas de mangas compridas.

Estas pessoas, que sabem que o amor também causa sofrimento, são as mais corajosas, seja por loucura ou bravura, elas irão fazer de novo, irão amar, sangrar, sorrir, mesmo estando amarradas em uma pedra, vendo a ave da realidade devorar sua carne, elas irão ver o fogo do amor incendiando e iluminando tudo e desta forma vale a pena sorrir.

3 comentários

  1. Sempre me alertaram sobre a minha intensidade, diziam: “tu pode te machucar muito com isso”, nunca pensei muito sobre, mas “hoje” ela me trouxe algumas dores, no fundo não me arrependo, em todo caso, sempre preferi me arrepender por fazer do que não fazer, nunca quis “ser frio, como um morto” (nada contra à quem “prefira” ser)

    Curtir

  2. Sempre me faz criar lágrimas nos olhos… Sempre me lembro de situações vividas, há uma identificação automática com suas palavras de uma forma surreal! Serei eternamente grata por ter você aqui, conseguindo “desenhar” o que não consigo explicar a mim mesma que estou sentindo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s