As minhas flores de maio.

Meu jardim floriu bem cedo.

Como o sol acorda o dia que ainda nem nasceu. Como a luz radiante invade o quarto, emoldurada pela fresta da janela que eu esqueci de fechar.

Meu jardim brotou sem fim.

Nasceram as flores mais belas. Despertaram em mim um amor iluminado, que nunca mais adormeceu. Talvez por isso eu goste tanto de me deitar olhando para as estrelas.

Meu jardim fez vida em mim.

São as flores que me regam. São elas que me fazem terra, água, sol e ar. Por elas sou elemento vivo em constante evolução. Cada amanhecer é um convite para contemplar o meu jardim. E eu aceito sem pensar. As minhas flores embelezam meu olhar.

Meu jardim é só benquerer.

Bem-me-quer, bem-te-quero. Bem-vos-quero, bem-nos-queremos. Meu jardim cuida de mim e eu me cuido nele. É tanto amor que não cabe em flor. Tão imenso que fez de maio o mês maior.

Meu jardim é ano inteiro.

As minhas flores desafiam o tempo, desconhecem as estações, são infinitas primaveras que florescem o inverno, colorem o outono e perfumam o verão.

Meu jardim é flor essência.

As minhas flores cultivam o melhor do meu ser. Adubam minha alegria. Perpetuam minha florada. Exalam felicidade em forma etérea, espalham meu amor da forma mais concreta. Extraem de mim um perfume bom.

Meu jardim me chama pai.

E eu chamo minhas flores filhos.
Obrigado minhas flores. Seremos sempre assim.
Vocês jardim. Eu beija-flor.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s