Valsa para uma moça triste.

triste

Eu vejo o medo em seus olhos.

Não se preocupe. Eu estou aqui.

Eu conheço as suas dores. As suas angústias. Eu conheço o peso de um coração partido ou perdido. Afinal, não são apenas os traumas que nos entristecem. O inexplicável caos tem também os seus dias cinzas e tristes feitiços. Mas não se preocupe, meu bem.

Eu estou aqui.

Toco um Lá menor no piano, enquanto te vejo sozinha em pleno baile. A minha mais triste nota para a moça mais triste. Ela invade os seus ouvidos como um pedaço da sua alma. Então, você a reconhece. Esta é a sua valsa. A valsa para uma moça triste.

Ela te traz boas novas, apesar da sua leve melancolia. Outras tristezas virão, ela te diz. Porém, intercaladas de alegrias. Outros rapazes partirão o seu coração e você também precisará parti-los em alguns momentos. Assim é a vida. Precisaremos de tempo. De silêncios. De espaço. Precisaremos nos redescobrir.

Mas não se preocupe, meu bem. Esta é uma valsa tão simples. Basta o primeiro passo. Basta apenas seguir.

5 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s