Não me ame como um troféu.

estante.jpgEncaro a minha prateleira da vida.

Coleciono livros. Histórias. Romances. Alguns, infelizmente, só colecionam conquistas.

Talvez no fundo seja esta a grande distinção entre os indivíduos. Alguns amam e vivem como saboreiam e guardam os seus livros. Outros, somente acumulam troféus. Diplomas. Títulos.

Não me ame assim. Não me ame como um objeto dourado, sem qualquer mistério ou respiro. Como uma fria estatueta somente para mostrar aos demais. Para encarar todas as manhãs e se sentir envaidecido.

“Conquistei estes olhos. Esta inteligência. Essa beleza.”

Não. Não ame assim. Eu desejo ser amado em cada uma das minhas entrelinhas. Por cada uma das minhas pausas e receios e até mesmo pelas manchas amareladas trazidas pelo tempo. Envelheceremos como as grandes obras. Sem nunca perder o nosso valor.

Em outras palavras, apenas me ame. Em outras palavras, não confunda amor com um prêmio empoeirado na prateleira da vida.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s