Felizes. Para sempre?

felizesTrocaram os primeiros olhares.

Já se amaram ali. Antes mesmo de estarem próximos. Antes mesmo de estarem perto.

Depois, permaneceram se amando. Nos primeiros toques. No primeiro beijo. Ao encostarem os seus joelhos. Ah, como se amaram… Transbordavam amor ao dividirem os seus seios. Ao construírem os seus sonhos. Até mesmo ao se amarem eles se amavam. Cada uma das intensas vezes, por infinitos infinitos.

Até o dia em que não se amaram mais.

Nesse dia, souberam dizer adeus. Com respeito. Com maturidade. Com amor. Sabiam que a verdade de um sentimento não se destrói pela existência de um tolo fim. O verdadeiro amor está presente nos segundos compartilhados. Segundos que acabam, mas nunca deixam de existir.

Afinal, um amor não precisa da eternidade. Ele já é eterno por si. Naquele dia,  eles trocaram os seus últimos olhares.

E viveram felizes para sempre.

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s