Mais um texto sobre o amor

flowers

 

Abro as minhas redes sociais e dou uma olhada no conteúdo das publicações dos meus “amigos” (acho estranho esse termo estar ali), existe uma grande quantidade de publicações ideológicas, debates saudáveis (raros), xingamentos avulsos, gifs engraçados (alguns me matam de rir) e uma grande quantidade de textos, poemas e aforismos sobre o amor e seus desdobramentos amor-próprio, reciprocidade etc.

 

 

Faço parte desse último grupo.

 

 

Eu tento escrever e descrever sobre os efeitos do amor na minha vida, tento desvendar um pouco sobre esse sentimento que tem um poder terrível sobre nós os seres humanos.

 

Confesso que quanto mais eu escrevo sobre esse assunto, mais distante eu fico de um entendimento claro sobre o mesmo, é como se eu fosse mapear uma pequena vila que na verdade é um imenso continente selvagem, obscuro e fascinante. Dá medo, muito medo, mas avanço sem enxergar onde meu pé irá firmar o próximo passo.

 

 

A única coisa que eu aprendi sobre o amor é que não adianta falar/escrever sobre o amor se não existe disposição e coragem para viver uma história de amor.

 

 

O que torna as coisas sagradas é a vivência.

 

 

Talvez as melhores coisas que serão escritas sobre o amor, não serão escritas por escritores ou poetas, as melhores coisas serão vividas por pessoas silenciosas e sorridentes.

8 comentários

  1. O próprio ato em si é poesia: o sorriso, a lágrima que cai, o suspiro, o abraço, o toque, o beijo, o afago, o olhar perdido, o não olhar ou até um simples fechar de olhos, uma falta, uma presença. A arte está na simbologia, no signo, no retratar, assim como o homem faz desde os primórdios. A beleza está em fazer da arte o espelho de quem a admira. Assim está a poesia para o sentimento como o sentimento está para a poesia, uma simbiose enriquecedora.

    Parabéns por nos presentear com suas reflexões.

    Jal Magalhães – @conta.gotass

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s