O tempo e as borboletas

 

ae04db6299d5aeb2f71fca8a1785b74f

Aquela tinha sido não só uma noite difícil, mas meses difíceis.
Desgostosos era a palavra certa.  
Estranhos era a palavra certa.
Durante anos eles acumularam dívidas entre eles.
Ela lhe devia amor, ele lhe devia dinheiro.
De um jeito ou de outro aquelas dívidas seriam quitadas,
mesmo que não como eles esperavam.

 

Outrora com prazer degustadas,
hoje com vigor indesejadas,
as velhas borboletas pelas mazelas armazenadas em meu estômago já não cumprem teu papel.
A antiga sensação de leveza que tirava-me os pés do chão deu lugar hoje a incomoda e já citada náusea.
O infortúnio gerado pelas “místicas” criaturinhas aladas me é colocado em segundo lugar no ranking de dores que eu gostaria de extinguir de mim, perdendo apenas pra esse desjeito sobre meus ombros, uma cervicalgia contraída da dureza de meu desgastado sofá na noite passada.
A boa notícia é que segundo os livros em minha estante, após 24 infinitas e lentas horas, as arthropodas, da ordem dos lepidópteros tem sua vida ceifada pelo maior vilão de todos os tempos,
O tempo!

Vês! Ninguém assistiu ao formidável
Enterro de tua última quimera.
Somente a Ingratidão – esta pantera –
Foi tua companheira inseparável!

Não há nesta terra assim como em qualquer outra o que não finde ao toque do tempo.
Se não os sentimentos,
Talvez os pensamentos,
E desses dois se não for nenhum,
Sereis com certeza tu, como a de ser a mim.
Extintas, mortas, esquecidas ou fugidas pelo buraco gravado em meu abdômen
E fim.

Ps: O dinheiro está em cima da geladeira.

5 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s